A importância do nutricionista na transição para o vegetarianismo

A importância do nutricionista na transição para o vegetarianismo

 

O vegetarianismo vem ganhando cada vez mais notoriedade, fruto da procura por estilos de vida mais saudáveis e maior entendimento das consequências da exploração animal com preferência por opções mais sustentáveis e compassivas.
Diante disso, o nutricionista tem papel fundamental para auxiliar a transição segura ao vegetarianismo: ao mudarmos nossa alimentação deste modo, a depender da vertente adotada, muitos alimentos acabam sendo excluídos da dieta: este é o senso comum errôneo de que o vegetarianismo apenas contempla a retirada dos alimentos e não a inclusão.
Porém, o nutricionista irá ensinar como substituir os nutrientes advindos destes alimentos retirados do dia a dia. É preciso fazer a reposição de forma adequada e isto não se trata apenas do quê e quanto comer, e sim de como combinar os alimentos entre si de forma inteligente para melhor aproveitarnos a biodisponibilidade e evitarmos a competição por absorção.
Você sabia, por exemplo, que as proteínas são formadas por unidades menores chamadas de aminoácidos e que existem melhores combinações entre os alimentos para obtermos todos aqueles que são essenciais em uma única refeição? É o caso da combinação entre os cereais integrais e as leguminosas.
Alguns micronutrientes também se beneficiam das combinações, como é o caso do ferro aliado às vitaminas C e A. Em contrapartida, este é prejudicado se for consumido junto ou próximo aos alimentos fonte de cálcio.
Sendo assim, seria mais inteligente consumir um prato de arroz e feijão (obtendo todos os aminoácidos essenciais previamente citados) com uma fonte de ferro (uma couve-manteiga por exemplo, além da quantidade de ferro obtido no feijão) e consumir junto um vegetal rico em vitamina A e C, como adicionar uma porção de cenoura ao prato e acompanhar com uma limonada ou uma laranja como sobremesa.
Neste contexto, não seria ideal por exemplo, consumir um copo de leite de vaca, pensando nos ovolactovegetarianos e lactovegetarianos, próximo a uma refeição com feijões.
Por isso é de suma importância a consulta com o nutricionista, para que cada paciente seja avaliado individualmente quanto às suas necessidades específicas de calorias, proteínas, ferro, cálcio e todos os demais nutrientes, além da necessidade de suplementação e dosagem adequada, pois em cada fase da vida e a depender de sua condição física, objetivos e até gênero, podem haver variações consideráveis quanto às recomendações.

Camila Oliveira Reis
Meu crn é 65228/P
@nutriveg.camilareis

SIGA NOSSAS MÍDIAS SOCIAIS

CONHEÇA NOSSOS EMBAIXADORES E ATLETAS VEGANOS, FEFEU & PAULINHA

SE INSCREVA NO CANAL DO YOUTUBE.

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK.

Poste um comentário

Chame no WhatsApp